Menu

Wall-E

dezembro 25, 2008 - Dicas

Um filme descontraido, mesmo que com pouquíssimo diálogo.

Mostra a rotina de um robô que tem como tarefa limpar e organizar todo o lixo deixado na Terra, até que esta possa ser habitada novamente.

Durante todo o filme Wall-E se comunica através de sons indefinidos, mas perfeitamente compreensíveis por quem está assisindo. Todas as expressões são percebidas pelos olhos de Wall-E.

Até que ele conhece EVA. Uma robozinha simpática, mas muito esquentadinha, quem volta à Terra para saber se o nível de contaminação do sólo já está baixo o suficiente para que os habitantes, confinados em uma nave, possa retornar.

Nesse instante Wall-E se apaixona por EVA, e no desenrrolar do filme você verá que rumo leva essa paixão.

De linguágem mínima, mas com bastante emoção, Wall-E te fará rir, e te encinará que para entendermos o que os outros nos dizem, é preciso somente atenção. O diálogo, vem com a convivência!!