Menu

Pessoas genéricas

novembro 5, 2009 - Crônicas

Pin-upHoje descobri mais uma coisa de que gosto de fazer. Cronicas. Ou criticas de assuntos inesperados, de acontecimentos diários ou momentâneos.

Bom, seja como for, isso acaba me rendendo um assunto legal.

É impressionante como as pessoas vivem de suas falsas imagens. Por já não bastar as bolsas, relógios e afins, que hoje encontramos no mercado, os tais de “similares”, mas eu até gosto de chamar de “genéricos”, existem sim pessoas “genéricas”…hahahahahaha. Eu mesma conheço um monte!”

“Ai que lindo aquele sapato” (caríssimo), mas como não posso comprar, acho que vou à feira Hippe mesmo( hoje feira de artesanato de bh).

Ah, e as bolsas famosas: Chanel, Gucci, Vitor Hugo, Luis Vuiton, entre outras, tem delas por toda parte, das genéricas então, ixi, nem te conto. Elas custam cerca entre R$ 700,00 e R$ 5.000,00 reais, dependendo da grife escolhida. Mas se existem as genéricas…

Pois é! E assim são essas pessoas, de tanto se importarem com marcas, sociedade, posição social, acabam se tornando “Genéricas” também. São como os nossos avós falavam: “por fora bela viola, por dentro pão bolorento”.

A vontade de ser quem não são, ou quem gostariam de ser na realidade, os tornam fúteis, supérfulos, mas retirando essa casquinha, são bobos e frágeis, pois sem toda essa empáfia, eles se desfazem.

Alguns até assumem a personalidade de quem admiram, pai, irmão, mãe, marido, desses que já conquistaram, ou herdaram o seu lugar ao sol, somente para se sentirem por cima, mas na verdade, coitados, são vazios.

Mas num todo, chegam a ser engraçados, de tanto que querem ser quem não são. E ainda tem aqueles que se metem a falar bonito, ixi, aí danou-se.

Essas são realmente figuras engraçadas, vivem de olho nas revistas de modas, principalmente as de grifes estrangeiras. Se algum crítico de moda diz que a nova onda no mercado europeu é a volta da bolsa chanel, pronto, lá vão eles, em busca de uma Chanel, mesmo sendo genérica.

Se a moda tende a sapatos de saltos cravejados de stras ou finíssimos, lá vão as mademes à procura de um bem parecido. Mesmo que esses esmaguem seus pés. Sejam desconfortáveis ou não, está na moda, vamos usá-los!

Agora imaginem só se esse estilo de vida fosse contagioso! Meu Deus…ainda bem que sou pobre!

E é nessas horas que me orgulho do curso que fiz, mkt, pois sei bem como fomentar esses gostos nas cabecinhas vazias dos tão queridos usuários dessas marcas, grifes e afins.

Ha também aqueles que vivem de copiar os amigos ricos, comprando os vinhos mais caros, quando alguns, tem um paladar péssimo.

Saem para jantar nos mais caros restaurantes, e passam o resto do mês sem grana. Compram o tal do caviar, e quase morrem quando provam essa coisa melequenta. Saem à procura do modelo elegantérrimo de saca-rolhas, aquele que o amigo trouxe de Londres, mas quando chegam em casa, quem disse que conseguem usar? E o bendito não vem com manual…hahahahaha…bem feito!

É amigos, agora me digam, essa turma é ou não é engraçada?

Eu prefiro mesmo é coca-cola, amburguer, chinelo de dedo, biscoito de polvilho, frango de padaria e bombons garoto. E te digo mais, mesmo pobre, vivo bem melhor que muitos deles, pois aproveito o melhor do dia com o que vier, chuva no cabelo que acabei de fazer chapinha, poça d`água no meu scarpin novinho, sombrinha voando, molho no meu vestido caríssimo, que geralmente pago em suaves prestações, e muito mais. E só sei que no final do dia dou gargalhadas de tudo isso.

E você, já pensou em ser Autêntico?

Uma opinião sobre “Pessoas genéricas

  • Pingback: Ataliba Teixeira (ataliba) 's status on Friday, 06-Nov-09 10:40:25 UTC - Identi.ca

  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *